Curso de Prótese Implantossuportada com o Sistema de Implantes Ankylos

PÚBLICO ALVO: Cirurgiões-dentistas com experiência em prótese dentária. Coordenador: Prof. Dr. Valdir Muglia OBJETIVO:

Proporcionar conhecimentos básicos sobre implantodontia, desenvolvendo habilidades para realização de tratamentos com próteses sobre implantes, desde a reabilitação unitária até próteses totais fixas, com o foco principal nos implantes Ankylos.

A funcionar normalmente

04/07/2015

Dentsply Sirona

#Curso | Implantodontistas de Ribeirão Preto, não percam a oportunidade de se atualizarem no conceito Tissue Care.

20/03/2015

Tissue Care Club

Distintos perfis perimplantares a partir de diferentes conexões protéticas - Por Dr. Valdir Muglia

01/02/2015

"A Conexão Tissue Care do Sistema de Implantes Ankylos".
Parte 9:
A área do pescoço dos implantes era normalmente polida e aparecia visualmente lisa ( Figura 17). Comparada com as superfícies ásperas e estruturadas, ela apresenta a capacidade de acumular uma menor quantidade de biofilme. Isso é importante, especialmente na região do perfil de emergência que está associada com os tecidos moles e, portanto, se relaciona principalmente com o pilar. Quanto menos biofilme for depositado, mais fácil é evitar a infecção do sulco gengival. Isto também garante que o epitélio gengival juncional, o tecido conjuntivo aderido e o osso subjacente sejam protegidos e, desta maneiro auxilia na prevenção da peri-implantite. No entanto, a superfície do titânio polida não favorece a perfeita deposição de células ósseas. A proporção de contato osso-implante é significativamente menor do que com a moderna superfície microestruturada. A superfície lisa torna a deposição óssea mais difícil na área do pescoço, enquanto a superfície ligeiramente microrrugosa satisfaz os requisitos de células osteogênicas de forma mais eficaz.
Superfície ligeiramente microrrugosa (Figura 17) têm um efeito benéfico sobre a deposição de células de tecido conjuntivo. Além disso, quando o biofilme se deposita na superfície microrrugosa, a tendência à inflamação não é maior do que com superfície lisa. Isto pode ser significativo no caso da peri-implantite, se a inflamação já estiver penetrado a altura do ombro do implante. Desde a introdução da superfície Plus em 2005, os implantes ANKYLOS também têm uma superfície jateada e microrrugosa. Sua estrutura promove a deposição de células ósseas e de tecido conjuntivo. Como uma característica especial e única, a superfície com microrrugosidade estende sobre o ombro do implante e abrange também a face horizontal do implante. Isso não seria viável com os sistemas de implantes que tem uma transição nivelada entre o implante e o pilar, porque neles, o ombro do implante forma a plataforma protética. A superfície do implante com microrrugosidade também seria de pouca ajuda para os sistemas que apresentam plataforma switching convencionais. Isso ocorre porque a comutação horizontal da interface entre o implante e o pilar só é plenamente eficaz se a conexão for ao mesmo tempo estável e microsselada.

26/01/2015

Após um período afastado, a fanpage do Curso de Aperfeiçoamento em Implantodontia - Sistema de Implantes Ankylos, publicará partes do capítulo sobre "A Conexão Tissue Care do Sistema de Implantes Ankylos".
Parte 6:
O design especial da rosca do implante também contribui para a elevada estabilidade primária (Figura 13). A capacidade de suportar elevada carga permite que durante o processo de osseointegração ocorra um crescimento ósseo no ombro do implante. Esse crescimento é proporcionado pela microrrugosidade na superfície acima do ombro do implante e pelo posicionamento ligeiramente subcristal do implante. Devido a estas características, mesmo as próteses que possuam algum elemento suspenso são bem sucedidas. Quando implantes convencionais, com dois componentes, são colocados em uma posição subcristal, a reabsorção da crista do osso alveolar muitas vezes ocorre. A razão para isto é a presença do microgap entre o implante e o pilar. Mesmo com todos os requisitos técnicos para ajustar as ações das forças paraxiais, durante a atividade da mastigação, a micromovimentação pode acontecer. Ela gera um efeito de bombeamento, o que provoca o fluxo microbiano que resulta em uma inflamação circular do tecido conjuntivo na região da interface implante-pilar. Como resultado o osso sofre uma "Reação de defesa" e é reabsorvido apicalmente até que a distância biológica seja reduzida a um nível mais baixo e tenha se estabilizada à este nível. No entanto, um sistema de implante de dois componentes que não permite micromovimentos e seja à prova de bactérias na interface, praticamente elimina o risco da reabsorção óssea peri-implantar. O implante ANKYLOS com a sua típica conexão cônica antirrotacional cumpre este requisito básico devido a sua funcional platform shifting.
O diâmetro do pilar protético é significativamente menor do que o diâmetro do implante. Isso proporciona mais volume ao redor da interface implante-pilar para o fechamento circular do tecido mole subepitelial. O crescimento excessivo do tecido epitelial é impedido ( Figura 14). O aumento do volume de fibras colágenas presentes no tecido conjuntivo apoia e estabiliza o colar mucoso e assegura o tecido a longo prazo contra a adesão de bactérias na região de emergência ", de acordo com o Prof Dr. Georg-H. Nentwig.

24/01/2015

Semanalmente a fanpage do Curso de Aperfeiçoamento em Implantodontia - Sistema de Implantes Ankylos, publicará partes do capítulo sobre "A Conexão Tissue Care do Sistema de Implantes Ankylos".
Parte 5.
A fim de controlar o microgap no ponto de conexão entre o implante e o pilar, uma conexão cônica especial foi desenvolvida para o sistema de implantes ANKYLOS que supera os problemas descritos acima. Essa conexão recebeu o nome de Conexão TissueCare. Em contraste com outras conexões cônicas, o desenho do cone, o comprimento das superfícies de atrito e a precisão de fabricação garantem uma interface sólida e completamente interligadas. Uma perfeita distribuição da força vertical aplicada, sobre os dois componentes conectados, implante e pilar; será direcionada paralela ao longo eixo da unidade virtual implante/pilar de peça única. Isso evitará o afrouxamento e quebra do parafuso, proporcionando uma correta sobreposição - mesmo depois de um milhão de ciclos de carga. A Conexão TissueCare é rotacionalmente estável e requer um torque relativamente baixo de apenas 15 Ncm para a maior estabilidade possível. Uma conexão cônica precisamente fabricada pode ser livre de gap e, assim, garantir uma conexão selada contra a penetração de infiltrado bacteriano ( Figura 12). A vantagem essencial da conexão TissueCare microsselada, é o nível viável de estabilidade óssea. Em contraste com outros sistemas, a contaminação bacteriana do interior do implante é quase eliminada ou reduzida ao mínimo. Isso resulta em uma estabilidade da crista óssea e dos tecidos moles que proporcionam resultados clínicos esteticamente favoráveis, tanto a curto quanto a longo prazo
O deslocamento horizontal da interface implante/pilar garante que nenhum dos tecidos moles possam ser presos na inserção do pilar. Isso proporciona uma importante contribuição para a precisão da prótese e para o microsselamento. A alta estabilidade mecânica da conexão TissueCare permite que uma coroa que seja considerada mais longa do que o comprimento do implante, tenha boa perspectiva de sucesso.

09/01/2015

Nos dias 12, 13 e 14 de Janeiro de 2015 voltaremos com o 11° Módulo do Curso de Prótese Implantossuportada com o Sistema de Implantes Ankylos, na FORP-USP. Um lindo e maravilhoso 2015 à todos os amigos, alunos e pacientes!

07/01/2015

PILARES BALANCE do Sistema de Implante Ankylos
Este pilar é apresentado em quatro versões: Balance provisório, Balance anterior, Balance Cercon e Balance Base. Eles possuem cicatrizadores ou formadores de sulco para a formação do contorno do tecido mole peri-implantar. Esses cicatrizadores estão disponíveis para Balance Anterior e Balance Base. Para o Balance Anterior eles apresentam duas alturas de gengivas e para os pilares Balance Posterior e Base, estão disponíveis em quatro alturas gengivais. O cicatrizador para o Balance Anterior é constituído por duas peças. A instalação do cicatrizador ou formador de sulco deve ser com a chave hexagonal de 1.0mm

05/01/2015

Sistema de Implante Ankylos - parte 2

05/01/2015

Sistema de Implante Ankylos - parte 1

28/12/2014

COMPONENTES PROTÉTICOS DO SISTEMA ANKYLOS
O procedimento protético é selecionado, após os implantes estarem ósseointegrados ou no momento da instalação, dependendo da indicação. O sistema ANKYLOS C/X oferece métodos diferentes, dependendo do tipo de restauração protética planejada. Os implantes ANKYLOS C/X possuem apenas um diâmetro de conexão protética (Conexão TissueCare). Isso reduz o número de componentes protéticos. Independente do diâmetro de implante selecionado, usando critérios cirúrgicos, você pode selecionar o design do pilar ideal e obter o resultado protético desejado. A opção de usar componentes protéticos indexados é nova com ANKYLOS C/X. O índex facilita o posicionamento preciso dos pilares protéticos.

Todos os componentes protéticos são marcados com laser para indicar o seu uso:
• Os componentes com a marca C/ não são indexados. Isso significa que os pilares podem ser posicionados, conforme necessário e são integralmente travados pelo cone para evitar a rotação.
• Os componentes com a marca /X são indexados. O índex é usado para posicionar os pilares em uma das seis posições possíveis. Nesse caso, o cone também garante uma excelente estabilidade e travamento antirrotacional.
• Os componentes com a marca C/X são usados para próteses indexadas e não indexadas.
Cada caso exige sua própria solução. Se você está considerando implantes únicos ou múltiplos, com cicatrização submersa ou não. O trabalho final poderá ser realizado com preparo do pilar no consultório ou no laboratório. Os pilares que poderão ser utilizados com os implantes Ankylos são:
1) ANKYLOS Balance anterior C/X,
2) ANKYLOS CERCON Balance C/
3) ANKYLOS Regular C/X
4) ANKYLOS TitaniumBase C/X
5) ANKYLOS Balance Base Abutment C/
6) ANKYLOS SynCone C/
7) ANKYLOS LOCATOR C/
8) ANKYLOS Snap Attachment C/
9) ANKYLOS Standard C/

11/12/2014

Ankylos 25 Anos - São Paulo. Paul Weigl é um dos grandes mestres na reabilitação Implatossuportada. Jürgen Hofmann é um grande amigo. Grandes nomes que proporcionam suporte ao Sistema de Implantes Ankylos.

06/12/2014

Curso de Excelência em Prótese Implantossuportada com o Sistema de Implantes Ankylos - Salvador BA
Dias 11, 12 e 13 de Dezembro de 2014. — com João Carlos Costa da Silva.

[12/03/14]   Semanalmente a fanpage do Curso de Aperfeiçoamento em Implantodontia - Sistema de Implantes Ankylos, publicará partes do capítulo sobre "A Conexão Tissue Care do Sistema de Implantes Ankylos".
Parte 4.
O fracasso de uma restauração implantossuportada pode ter muitas causas. Os pré-requisitos para o sucesso são: a estabilidade mecânica elevada de todos os componentes e um desenho que proporcione a estabilidade tecidual. A interface entre o osso, o tecido mole sobrejacente e a conexão implante-pilar é de especial importância. (Figura 8).O implantodontista sabe melhor do que qualquer um, o quanto isso é importante, especificamente para pacientes com baixo volume ósseo, gengiva fina e altos requisitos estéticos.
Hoje, o problema mais comum que enfrentam as restaurações implantossuportadas é o fracasso da supraestrutura protética que representa em média 14% dos casos. O afrouxamento ou quebra do parafuso de fixação, que liga o pilar com o implante, não é uma causa incomum e, ocorre em 7,3 % dos casos. Os problemas mais freqüentes são aqueles que ocorrem com o parafuso de fixação em restaurações unitárias, mas eles também ocorrem com as restaurações multiplas.
Um torque definido aplicado ao parafuso do pilar proporciona uma forte ligação com o implante. Roscas anti-vibrações, travamento mecânico direto, variações no desenho do parafuso e mecanismos de controle de torque, foram desenvolvidos a fim de se evitar o risco de afrouxamento. Mas o afrouxamento ainda pode ocorrer, se cargas em excesso forem aplicadas entre o implante e o pilar. O ideal é que as forças horizontais sejam convertidas em forças verticais, em sistemas de implantes de duas partes. Isso elimina a distribuição irregular de carga ao parafuso de fixação central e, assim o afrouxamento se torna improvável. Isto é possível graças às conexões cônicas com superfícies sólidas e intertravamento precisos e, que a interface entre essas superfícies possuam comprimento adequado (Figura 9). O implante que possuir esse tipo de conexão poderá ser descrito virtualmente como um sistema de implantes de peça única.
O microgap na região da conexão implante-pilar é inevitável para a maioria dos sistemas de implantes. Este é o caso, independentemente de ser usado um mecanismo de conexão interna ou externa. Micromovimentos aumentam estas imprecisões intrínsecas a cada ciclo fisiológico de mastigação - mesmo sem afrouxamento do parafuso de fixação. Este efeito indesejado torna-se claramente aparente com conexões hexagonais externas. Mas um microgap também pode ocorrer com conexões cônicas, dependendo do comprimento e da precisão da superfície de sobreposição do encaixe (Figura 10).
Num estudo “in vitro”, a micromovimentacão na interface implante-pilar foi medida em nove diferentes sistemas de implantes. Neste estudo, foi avaliado o comportamento dinâmico de implantes dentários com desenhos diferentes da conexão implante/pilar. Os autores relataram observações de implantes carregados em um ângulo de 30 graus, com uma força acima de 200 N. Quatro sistemas de implantes não exibiram micromovimentações, quando carregados a 100N (Figura 11); e dois sistemas não mostraram um “microgap” mensurável quando carregados a 200N. Nesse mesmo estudo in vitro, foi verificado que após 1.000.000 de ciclos, sob uma carga de 200 Newtons; um sistema de implantes com conexão cônica e com o ombro do implante chanfrado, apresentava quase todos os parafusos de conexão afrouxados. O afrouxamento leva a uma colonização bacteriana que pode causar infecções locais e deterioração do tecido ósseo e tecido mole circundante. A extensão destes desenvolvimentos dependem claramente da posição da conexão do pilar, sem vedação, em relação ao osso.

Veja o link das figuras abaixo:
https://www.facebook.com/proteseimplantossuportadaankylos/photos/pcb.1651786838381599/1651786748381608/?type=1&theater

03/12/2014

Fotos: Semanalmente a fanpage do Curso de Aperfeiçoamento em Implantodontia - Sistema de Implantes Ankylos, publicará partes do capítulo sobre "A Conexão Tissue Care do Sistema de Implantes Ankylos".
Parte 4.

[11/26/14]   Semanalmente a fanpage do Curso de Aperfeiçoamento em Implantodontia - Sistema de Implantes Ankylos, publicará partes do capítulo sobre "A Conexão Tissue Care do Sistema de Implantes Ankylos".
Parte 3.
O implantodontista deve considerar a possibilidade de selecionar um sistema de implante com uma conexão à prova de bactérias, livre de gap para casos com reduzido volume ósseo, gengiva fina ou particularmente elevadas exigências estéticas. Isto manterá a estabilidade dos tecidos peri-implantares. Nós consideramos dois fatores; entretanto, micromovimentos e microgaps não são os únicos inimigos da estabilidade tecidual. Os possíveis efeitos negativos da transição entre o implante e o pilar também podem ser reduzidos movendo o ponto de transição para longe do tecido peri-implantar, para eliminar completamente a irritação (Figura 5).Isto é feito transferindo a conexão implante/pilar para o centro do implante, com o uso de um pilar com um diâmetro menor que o diâmetro do implante, para transferir a distância biológica da vertical para a horizontal. Este procedimento é chamado como plataforma switching (Figura 6). Essa plataforma é um fator importante para a estabilidade tecidual, mas apenas em associação com um desenho de conexão que elimine micromovimentos e seja à prova de entrada de bactérias. O menor diâmetro do pilar significa que há mais espaço para o tecido mole peri-implantar, o que melhora a estética vermelha. No entanto, a estética vermelha por si só não é suficiente, particularmente para os dentes anteriores que estão em uma região esteticamente crítica. Os pacientes também querem estética branca perfeita, o que significa que um dente deve ser visto como se nada tivesse acontecido. A chave para isso é o perfil de emergência. Para mantê-los naturalmente estéticos, os implantes cilíndricos devem ser colocados abaixo da crista óssea, o que significa que a colocação é subcristal. No entanto, a colocação subcristal é um posicionamento que proporciona uma grande perda óssea (Figura 7), se o implante possuir uma conexão que permita micromovimentos e com isso leva a formação de um microgap. O osso só se manterá estável, apesar da colocação subcristal, se não houver nenhuma irritação. Para isso é necessário uma conexão com um desenho rígido, à prova de bactérias e, que também evita a irritação pela mudança de plataforma. Isso resulta em um perfil de emergência natural que deixa espaço para aumentar em espessura o tecido mole estável acima do ombro do implante. Claro que isto não é exigido em todos os casos. A deposição de osso acima do nível da conexão era considerada impossível no passado, porque a microrrugosidade da superfície do implante sempre terminava abaixo do ombro do implante. Existem implantes que podem ser colocados abaixo da crista óssea e, com isto, consegue-se a deposição de tecidos na região do ombro implante. Esta deposição é conseguida por meio de acréscimo de soluções químicas na superfície do implante e, elas proporcionam a ativação e crescimento dos tecidos. Os últimos estudos demonstram que isso acontece e, ambos, osso e células do tecido conjuntivo são depositados na microrrugosidade do ombro do implante e seu crescimento é mais rápido do que em uma superfície usinada. Em associação com plataforma switching, colocação subcristal e um projeto de conexão que elimina micromovimentos, o osso pode crescer sobre a superfície horizontal do ombro e no pilar. Este fornece suporte para o tecido mole sobrejacente e para o paciente significa estabilidade a longo prazo e bons resultados estéticos. Em resumo, se um implante possuir como características ausência de micromovimentos, conexão à prova de bactérias, plataforma switching, opção de colocação subcristal e microrugosidades no ombro do implante, como resultado terá estabilidade óssea e tecido mole saudável por um longo período. O implantodontista sabe melhor do que qualquer um, o quanto isso é importante, especificamente para pacientes com baixo volume ósseo, gengiva fina e altos requisitos estéticos.

https://www.facebook.com/proteseimplantossuportadaankylos/photos/a.1648767625350187.1073741837.1423575877869364/1648767638683519/?type=3&src=https%3A%2F%2Fscontent-a-gru.xx.fbcdn.net%2Fhphotos-xpa1%2Ft31.0-8%2F885502_1648767638683519_8332273168215834107_o.jpg&smallsrc=https%3A%2F%2Fscontent-a-gru.xx.fbcdn.net%2Fhphotos-xfa1%2Fv%2Ft1.0-9%2F1510925_1648767638683519_8332273168215834107_n.jpg%3Foh%3D763c5e1c2f6f606e724f2839b529a155%26oe%3D55176F2F&size=1920%2C1080&fbid=1648767638683519

Localização

Telefone

Endereço


Avenida Do Café S/n
Ribeirão Prêto, SP
14040904
Outra Dentistas em Ribeirão Prêto (mostrar tudo)
Dessorrí Odontologia- Dr. Fábio Lorenzato Dessorrí Odontologia- Dr. Fábio Lorenzato
Rua Barão De Cotegipe 241
Ribeirão Prêto, 14050-420

Clínica Odontológica de Ribeirão Preto com todas as especialidades da odontologia

Odontologia Sylvia Nomelini Vercesi Odontologia Sylvia Nomelini Vercesi
Rua Coronel Emílio Moreno De Alagão N. 255
Ribeirão Prêto, 14110000

Consultório Odontológico situado em Bonfim Paulista - localização privilegiada e de fácil acesso a diversos pontos comerciais - com ambiente agradável!

Dra. Mariane Martinelli- Odontologia e Harmonização Facial Dra. Mariane Martinelli- Odontologia e Harmonização Facial
Rua João Penteado 1545
Ribeirão Prêto

Cirurgiã Dentista- CROSP 109963 Clinico Geral - Periodontia - Harmonização Orofacial Ribeirão Preto - Centro Profissional Ribeirão Shopping (Sala 1104) Birigui - Ac Odontotologia

IRPO - Instituto Ribeirão Preto de Odontologia IRPO - Instituto Ribeirão Preto de Odontologia
Av. Portugal, 833
Ribeirão Prêto, 14020-380

Clínica Odontológica nas áreas: Dentística, Prótese,Implantes, Periodontia, Endodontia e Cirurgia.

Renan Pimenta Cirurgião Dentista Renan Pimenta Cirurgião Dentista
Rua São José, N° 253
Ribeirão Prêto, 14024-180

Dr. Thiago Stedile Minorin Dr. Thiago Stedile Minorin
Rua Casemiro De Abreu, 572, Vila Seixas
Ribeirão Prêto, 14020-060

Cirurgião-dentista graduado em 2000, especialização em Acupuntura Sistêmica (IBRAM-RP 2011) e Aperfeiçoamento em Ortodontia Corretiva Fixa pela APCD-RP (Associação Paulista de Cirurgiões-dentistas, regional de Ribeirão Preto).

Dra. Thalita Boldieri Dra. Thalita Boldieri
Rua Santos Dumont, 633.
Ribeirão Prêto, 14050060

Graduada em Odontologia, Mestre e Doutora em Odontopediatria pela Faculdade de Odontologia de Araraquara Aperfeiçoamento em Ortodontia Habilitada em Harmonização Facial

Curso de Verão em Reabilitação Oral da FORP Curso de Verão em Reabilitação Oral da FORP
Avenida Do Café
Ribeirão Prêto, 14040-010

O Curso de Verão em Reabilitação Oral da FORP-USP está em sua 12ª edição e ocorrerá entre os dias 21 e 24 de janeiro de 2020. Inscrições pelo website acima.

Sorrisus Clínicas Odontológicas Sorrisus Clínicas Odontológicas
Rua Amador Bueno, 588. Centro
Ribeirão Prêto, 14010-070

A Clínica Sorrisus de Ribeirão Preto oferece: - Implantodontia - Dentística - Ortodontia - Cirurgia - Periodontia - Odontopediatria - Endodontia - Prótese dentária - Clínico Geral Telefone: (16) 3610-5995 RT: Dra. Camila Boracini-SP-CD111.615 CL1

Odontofix Ind. e Com. de Materiais Odontológicos Odontofix Ind. e Com. de Materiais Odontológicos
Benedita Rodrigues Domingos ,358
Ribeirão Prêto, 14095-050

Oferecemos a solução completa no Fluxo Digital para Dentistas e Laboratórios de Prótese Dentária que utilizam sistema CadCam.

Dra Cristiane Corsini Dra Cristiane Corsini
Tamoios, 300
Ribeirão Prêto, 14020700

Consultório odontológico Cristiane Corsini. Seriedade, respeito e transparência. CROSP: 84.105

Castro Lopes Odontologia Especializada Castro Lopes Odontologia Especializada
Ribeirão Prêto, 14021582

Clínica Odontológica, Endodontia(Tratamento de Canal), Ortodontia(Aparelho), Prótese, Implantodontia, Dentística Restauradora, Clareamento Dentário